Departamento médico da Câmara é fechado após vazamento de produtos químicos

BRASÍLIA - O Departamento Médico da Câmara dos Deputados (Demed) foi evacuado no início da tarde desta terça-feira diante da constatação de vazamento de produtos químicos. Informações preliminares dão conta de que amônia e mercaptoetanol, produto usado em exames imunológicos, teriam vazado.

Redação Santafé Idéias |

De acordo com o padioleiro Antônio Anderson Cardoso, que atua na enfermaria do departamento, ninguém passou mal no local. A assessoria de comunicação da Câmara informou que o Laboratório de Análises Clínicas seria o local do vazamento.

O farmacêutico Welington Divino, que trabalha ao lado do laboratório sentiu irritação na pele e ardência nos olhos. Os produtos seriam tóxicos e inflamáveis. Uma amostra dos produtos será analisada pelo Centro de Informação Toxicológico da Secretaria de Saúde do Distrito Federal.

O problema teria sido detectado por uma diretora do departamento que, rapidamente, acionou o diretor-geral. Os bombeiros atuam no local para conter o vazamento. A passagem de pessoas pelo Anexo 3 da Câmara, próximo às salas da comissões, está interrompido temporariamente. Apenas casos que possam ser atendidos na emergência do departamento estão sendo recebidos.

(Com informações de Regina Bandeira)

    Leia tudo sobre: câmara

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG