Denúncias sobre violência contra mulher crescem 9%

BRASÍLIA - A Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres divulgou nesta segunda-feira um balanço do atendimento 180 no ano de 2008. O número é da Central de Atendimento à Mulher e atende mulheres que sofreram agressões ou ameaças. O estudo revela que no período de janeiro a dezembro de 2008, 24.523 mulheres relataram ter sofrido algum tipo de violência. Em 2007, no mesmo período, foram registrados 20.050 relatos. O crescimento é de 9,1%.

Redação |

Segundo o levantamento, mais de 269,9 mil pessoas ligaram para o 180, o que representa um aumento de 32% em relação a 2007. A Secretaria informou que parte desse aumento deve-se à busca por informações sobre a Lei Maria da Penha , que registrou, em 2008, 117.546 atendimentos contra 47.975, em 2007. Um crescimento de 245%.

Nos atendimentos realizados em 2008, a participação das unidades em todo o País foi diferenciada. O Distrito Federal foi o que mais entrou em contato com a Central, com 351,9 atendimentos para cada 50 mil mulheres. Em segundo lugar está São Paulo (220,8) e Goiás em terceiro (162,8).

O estudo revelou ainda que a maior parte das mulheres que entrou em contato com o 180 é negra (39,2%), tem entre 20 e 40 anos (53,2%), é casada (24,8%) e cursou parte ou todo o ensino fundamental (33,3%).

Leia mais sobre: Lei Maria da Penha - violência contra a mulher

    Leia tudo sobre: lei maria da penhaviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG