Tamanho do texto

O Grupo de Atuação Especial Regional de Prevenção e Repressão ao Crime Organizado (Gaerco) de Sorocaba, no interior de São Paulo, denunciou hoje 41 suspeitos de envolvimento com uma facção criminosa. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP) do Estado, a denúncia por associação ao tráfico foi possível a partir de uma megaoperação da Polícia Civil realizada no mês passado, que prendeu 11 pessoas e identificou outras 30.

Os denunciados são membros do grupo responsável pela movimentação financeira da facção no bairro Jardim Nova Esperança, líderes que comandavam ações criminosas dentro de presídios, traficantes abastecidos pelos membros da organização e detentas que traficavam dentro da Cadeia Feminina de Votorantim.

Todos os acusados irão responder pelo crime de associação ao tráfico, inclusive aqueles que já estavam detidos. Ainda segundo a SSP, os denunciados podem acumular de três a dez anos de prisão. O Gaerco pediu nas denúncias que as penas sejam agravadas, já que o esquema empregava pelo menos três menores nas atividades criminosas.