Denise: Anac não foi informada da venda da Varig à Gol

A ex-diretora da Anac Denise Abreu afirmou hoje, na audiência pública da Comissão de Infra-Estrutura do Senado, que a agência não soube, em nenhum momento, durante o processo de certificação da nova Varig, adquirida então pela VarigLog, que imediatamente ao final desse processo ela seria revendida à Gol Transportes Aéreos. Denise disse que antes da venda à Gol, a diretoria da Anac percebeu que tudo parecia estar sendo orquestrado para que essa empresa (a nova Varig) não fosse voar e sim fosse vendida.

Agência Estado |

A ex-diretora da Anac revelou que, em nenhum momento, a Anac foi informada da possibilidade da venda para a Gol, tomando conhecimento do negócio pela imprensa, após encontro no Palácio do Planalto do presidente Luiz Inácio Lula da Silva com os proprietários da Gol, Nenê Constantino e Constantino Júnior.

De acordo com Denise Abreu, no processo de certificação da nova Varig pela Anac, após o leilão judicial ganho pela VarigLog, houve muita pressão sobre a agência, principalmente por parte do escritório do advogado Roberto Teixeira, compadre do presidente Lula, que representou os donos da VarigLog. Ela relatou que no processo de certificação, houve reuniões convocadas pela secretária-executiva da Casa Civil Erenice Guerra, para que a diretoria da Anac prestasse informações sobre o andamento do processo.

A ex-diretora da Anac afirmou que todo o processo de certificação da nova Varig foi muito rápido, levando quatro meses e meio, quando o processo mais ágil, até então, havia sido da criação da Gol, que durou nove meses. Denise Abreu está sendo inquirida, neste momento, pelos senadores.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG