Dengue em Brasília pode se tornar epidemia de grandes proporções

A dengue em Brasília corre o risco de se tornar uma epidemia de grandes proporções se algo não for feito rapidamente, admitiu ontem o secretário da Saúde do Distrito Federal, Joaquim Carlos Barros. “Houve falhas importantes de vigilância no ano passado e o resultado está aí”, completa.

Agência Estado |

Boletim divulgado na semana passada contabilizava 1.169 casos suspeitos da doença, o que representa um aumento de 304,5% em relação ao registrado em 2009.

A diferença fica ainda maior quando são analisados os casos comprovadamente registrados no DF: 236 contaminações, 844% a mais do que no ano passado, quando foram confirmados 25 casos. Técnicos investigam ainda a morte de um paciente, que pode ter sido provocada pela doença.

Barros atribui a expansão da doença ao declínio do número de profissionais encarregados de fazer a fiscalização e prevenção dos focos do mosquito transmissor da doença, o Aedes aegypti. A equipe, que era de 800 homens, hoje está reduzida a 400. “E mesmo 800 seria um número pequeno”, diz. Em meio à crise política sem precedentes no Distrito Federal, que culminou com a prisão do governador licenciado José Roberto Arruda (sem partido), o secretário quer se reunir com o governador em exercício, Paulo Octávio.

“Há uma fila de prioridades, tenho de aguardar. Quando tiver audiência com ele, vou requisitar a contratação de pelo menos 500 pessoas.” Hoje, uma reunião de emergência ocorrerá para montar uma força-tarefa de combate à doença. A ideia é que pelo menos 200 homens do Exército ajudem. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

AE

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG