Demarcação de Raposa não irá impedir produção de arrozeiros, afirma Funai

BRASÍLIA - O presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai), Márcio Meira, afirmou nesta quarta-feira que a demarcação contínua da terra indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima, não irá impedir que os arrozeiros continuem a produzir, uma vez que apenas 46,35% da área do Estado são reservados aos indígenas.

Carollina Andrade - Último Segundo/Santafé Idéias |

O Estado de Roraima tem cerca de 400 mil habitantes. A área total fora da reserva é muito grande, portanto tenho certeza de que a demarcação não irá impedir que os arrozeiros continuem a produzir. Arroz, feijão e milho você planta em qualquer lugar, mas uma civilização, um povo só se tem naquele lugar, disse Meira.

Embora índios e arrozeiros receiem por mais conflitos na terra, a Funai reafirma que o julgamento deverá por fim à disputa que já dura quase dez anos. Nós estamos serenos em relação a isto. Acredito que a decisão vai pacificar a região e decidir esta questão de forma definitiva. A situação lá, no momento, é de muito nervosismo por causa do julgamento, mas estamos tranqüilos. A Polícia Federal e a Força Nacional de Segurança vão garantir a ordem local, ressaltou.

De acordo com o presidente, o Estado tem a obrigação de fazer a reparação histórica com os índios. Estamos tratando do interesse do Brasil, porque se trata de brasileiros que foram os primeiros a chegar no local. O que está em jogo não é o interesse dos índios, é o interesse do Brasil. Quando a Constituição foi criada em 88, os índios já estavam lá. Os índios são roraimenses, portanto dizer que o Estado perderia seria o mesmo que dizer que os índios não são roraimenses, não são brasileiros, completou o presidente da Funai.

Raposa Serra do Sol é uma área de 1,67 milhão de hectares situada no nordeste do Estado, nas fronteiras com a Venezuela e a Guiana. A área foi demarcada pelo Ministério da Justiça, através da Portaria 820/98, em 1998, durante o governo FHC. Na região existem aproximadamente 46.106 índios, distribuídos em 152 aldeias dos povos Yanomami (15 mil), Macuxi, Wapixana, Wai-Wai, Ingaricó, Taurepang, Waimiri-Atroari e Patamona.

Leia também:

Leia mais sobre: Raposa Serra do Sol 

    Leia tudo sobre: raposa serra do sol

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG