BRASÍLIA - O deputado Ronaldo Caiado (DEM-GO), líder recém-empossado do Democratas na Câmara, afirmou nesta quinta-feira que o partido pretende tomar providências diante de suspeitas em torno do novo corregedor da Casa, Edmar Moreira (DEM-MG). O deputado mantém, e não declarou, no distrito de Carlos Alves, em São João do Napomuceno (MG), um castelo avaliado entre R$ 20 milhões a R$ 25 milhões.

Caiado não adiantou que medidas serão tomadas pelo partido, mas enfatizou que o DEM não pode ser responsabilizado por qualquer irregularidade neste caso. 

O deputado também lembrou que o candidato oficial do partido para a vaga de corregedor da Câmara era o deputado Vic Pires Franco (DEM-PA), mas Moreira se lançou como candidato avulso e venceu o embate. No cargo, ele tem a função de denunciar colegas por quebra de decoro parlamentar.

O deputado possui um castelo com 32 suites, 18 salas e 8 torres em São João do Napomuceno, Minas Gerais, no valor estimado entre R$ 20 milhões a R$ 25 milhões. Apesar disto, ele declarou à Justiça Federal o valor de RS 17,5 mil.

(Com informações da Band News)

Leia mais sobre: deputados

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.