DEM oficializa candidatura de Kassab à Prefeitura de São Paulo

SÃO PAULO - O Democratas oficializou, neste sábado, a candidatura de Gilberto Kassab à Prefeitura de São Paulo nas eleições de outubro. O vice-governador de São Paulo, Alberto Goldman, do PSDB, cometeu duas gafes ao anunciar o apoio tucano à candidatura de Kassab. Primeiro, em vez de dizer Gilberto Kassab, disse Geraldo Alckmin. Em seguida, ao tentar consertar o erro, disse Geraldo Kassab.

Cristiane Carvalho, do Último Segundo |

AE
Quércia, Goldman e Kassab na convenção

 Kassab saudou o apoio de peessedebistas e atacou a ex-prefeita e adversária, Marta Suplicy (PT), e o governo federal.

"Governar não é sair deixando uma fila de credores para os governantes seguintes. Não é usar roupas de marcas famosas. Os reponsáveis pelos problemas da cidade não poderiam colocar tudo a perder novamente. Não poderíamos continuar no botox", disse. Kassab afirmou que, se os prefeitos anteriores e o governo federal tivessem investido no Metrô, como, segundo ele, sua gestão fez, a linha já teria mais 60 km.

Vice em aberto

Orestes Quércia, do PMDB, também compareceu ao evento e anunciou Alda Marco Antônio como provável vice de Kassab. "Temos que esperar a convenção do PSDB para oficializar", disse Quércia. Os tucanos realizam encontro no próximo domingo, dia 22 de junho.

Paralelamente, acontece na Assembléia Legislativa a convenção do PMDB, que deve aprovar a coligação e também os nomes de candidatos a vereadores à eleição de outubro. São 110 vagas para vereadores divididas entre DEM, PMDB e PR e outras 83 para o PV. O público das duas convenções somado é estimado em 8 mil pessoas pelas organizações dos eventos.

Segundo fontes do Democratas, o partido mantém ainda em aberto, até o dia 30 de junho, a possibilidade de novos partidos aderirem à reeleição de Kassab. Este é o prazo final para realização das convenções dos diretórios municipais.

Ato falho

Durante seu discurso, Alberto Goldman disse "estamos aqui para apoiar o candidato Geraldo Alckmin". Pouco depois, Goldman mais uma vez errou o nome do candidato: "Venho trazer uma saudação do governador José Serra ao companheiro Geraldo Kassab". 

Durante seu pronunciamento, Goldman enfatizou ser favorável à manutenção da aliança do DEM com PSDB nas eleições de outubro. "Nossa aliança é tão forte que até costurei os nomes", disse, tentando contornar sua gafe. 

Leia mais sobre: Kassab - Eleições

    Leia tudo sobre: eleiçõeskassab

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG