Delegados de PE fazem greve por aumento salarial

Os delegados da Polícia Civil de Pernambuco fizeram hoje uma greve de advertência no Estado, para denunciar a situação vexatória - expressão usada pelo presidente do sindicato da categoria, Arlindo Teixeira - de receberem o salário mais baixo do Nordeste. Detentor do segundo maior Produto Interno Bruto (PIB) da região, Pernambuco paga um salário inicial de R$ 5,8 mil (incluindo gratificações), contra R$ 9,6 mil no Piauí e R$ 10,2 mil no Rio Grande do Norte.

Agência Estado |

"Cansamos de esperar uma resposta do governo à nossa pauta de reivindicações e à proposta de reestruturação da carreira", afirmou Teixeira, "Estamos nessa luta desde junho do ano passado e ainda não tivemos uma resposta concreta do governo". Ele destaca a importância da classe nos resultados positivos do Pacto Pela Vida, programa de metas que promoveu, ano passado, a redução de 12% no número de mortes violentas. "Nenhum delegado trabalha menos de 10 horas por dia".

A Secretaria estadual de Administração prometeu apresentar amanhã uma contraproposta e afirma que nos três anos da atual gestão, o aumento médio da remuneração dos policiais foi de 30%, enquanto a inflação no período foi de 17,16%. A greve de um dia não impediu o funcionamento dos plantões, força-tarefa e registro de boletins de ocorrência. O Estado tem 540 delegados na ativa.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG