Delegados da Polícia Federal organizam paralisação por reajuste

Paralisação de um dia deve acontecer em setembro, mas ainda nãó há uma data definida

AE |

selo

Diante da negativa do governo federal em discutir reajuste salarial aos funcionários públicos neste ano, a Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal aprovou nesta terça-feira um indicativo de paralisação da categoria. Ainda sem data definida, a greve de um dia deve acontecer em setembro, antes da próxima rodada de negociações com o Ministério do Planejamento, prevista para outubro. 

A paralisação será marcada assim que os delegados conseguirem o apoio de outras categorias da PF. "Ainda temos que ver com outras categorias da Polícia Federal se vão aderir à paralisação. Não vamos fazer paralisação sozinhos", afirmou Cláudio Tusco, da Comissão de Prerrogativas da entidade. 

Os representantes dos delegados se reuniram na última segunda-feira com o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que os comunicou sobre o corte de verbas para reposição salarial dos funcionários públicos em virtude da crise econômica global. No entanto, Cardozo disse que o governo estuda gratificações para os policiais que trabalham em fronteiras e auxílio moradia. 

Os delegados estiveram ontem com o secretário de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, Duvanier Paiva Ferreira, que propôs negociações para criação de novas bases de reajuste salarial, mas só para 2013. "O Planalto fechou todas as negociações com os servidores por causa da crise", contou Tusco. Além da pauta de reivindicações dos delegados federais, a categoria pretende fazer da paralisação um movimento contra a corrupção no País. "A pauta salarial não é a única questão", explicou Tusco.

    Leia tudo sobre: polícia federalparalisaçãodelegados

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG