O delegado Paulo de Tarso Teixeira, diretor da Divisão de Combate aos Crimes Financeiros da Polícia Federal, negou ontem cisão na instituição. Em palestra no I Encontro de Delegados Federais de São Paulo, ele apontou para a imprensa.

“Eu nunca vi a polícia tão unida como está hoje. Às vezes, as atitudes irresponsáveis por parte da imprensa têm um efeito contrário. Nós nunca estivemos tão unidos. Infelizmente, alguns colegas que estão mais distantes estão se baseando nessas informações.”

Em meio ao caos da Satiagraha, afirmou que a PF “não deixou e não deixará de agir de forma institucional”. Defendeu “controle institucional” sobre as atividades policiais. “Estamos apanhando e isso aí está servindo para cada vez mais unir nossa instituição. Essa impressão realmente é falsa, isso aí não está existindo. Espero que a nossa instituição consiga superar isso, porque vamos sair fortalecidos desse momento que estamos enfrentando.” As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.