Delegado do Rio pode pedir quebra de sigilo de militares

Rio - O delegado da 4ª Delegacia de Polícia do Rio de Janeiro (Central do Brasil), Rodrigo Domingues, disse que pode pedir a quebra do sigilo telefônico dos 11 militares suspeitos de envolvimento na morte de três jovens do Morro da Providência.

Agência Estado |

O delegado disse ainda que pretende esclarecer a participação de cada um deles no episódio e que considerou estranho o fato de o caminhão do Exército ter entrado e saído do Morro da Mineira com facilidade, sem que tenha havido nenhum confronto.

Os soldados teriam entregue os jovens a uma facção criminosa do Morro da Mineira, que teria executado os rapazes. Os 11 militares suspeitos estão presos no 1º Batalhão de Polícia do Exército, na Tijuca, zona norte da capital fluminense. O delegado chegou hoje ao 1º Batalhão para tomar o depoimento de nove militares, oito deles envolvidos na morte dos três moradores.

Domingues interroga amanhã duas testemunhas: um adolescente que chegava ao Morro da Providência junto com os amigos e conseguiu fugir ao ser abordado pelos militares e outra pessoa que ele não quis identificar. O delegado informou apenas que não é morador nem da Providência nem do Morro da Mineira.

    Leia tudo sobre: morro da providência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG