A 23ª Delegacia de Polícia do Rio de Janeiro, localizada no Méier, bairro da zona norte da capital fluminense, foi considerada a melhor do País em 2009, em relação ao atendimento ao público, por um estudo divulgado nesta quinta-feira pelo Centro de Estudos de Segurança e Cidadania (Cesec), da Universidade Cândido Mendes. A unidade se destacou entre 235 delegacias sorteadas, de nove estados.

A delegacia do Méier já havia sido escolhida a melhor do Brasil em 2007 e, segundo o Cesec, não havia sido sorteada para participar da pesquisa no ano passado. Mas, a pedido do delegado Luiz Archimedes, os pesquisadores acabaram incluindo a unidade.

A confiança de Archimedes em pedir para participar da pesquisa acabou rendendo o segundo título para a delegacia carioca.

A gente não tem nada de diferente das outras unidades. Procuramos cumprir estritamente o determinado pela Chefia de Polícia. Agora, já trabalhamos juntos há bastante tempo. Há uma equipe. Não é só o delegado que faz ou deixa de fazer. É o grupo que faz. A união é algo que faz a diferença, disse o delegado.

Archimedes diz ainda que o atendimento ao público com qualidade é uma prioridade da Delegacia do Méier. A gente procura dar o melhor atendimento a todos que chegam à delegacia. Atendemos a todos sem restrição. A delegacia é do povo e estamos aqui para atendê-lo, disse o delegado.

A pesquisa do Cesec também destacou a 2ª Delegacia de Porto Alegre, que ficou em segundo lugar, e o 37º Distrito Policial de São Paulo, em Campo Limpo, que ficou na terceira colocação. A Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher de Brasília foi considerada a melhor unidade nesse segmento.

Também foram mencionadas como exemplos de bom atendimento a 15ª Delegacia do Rio, na Gávea, zona sul da cidade, a 14ª Delegacia de Brasília, o 1º Distrito Policial de Fortaleza, a 6ª Seccional Urbana do Comércio, de Belém, a 9ª Delegacia Distrital de Belo Horizonte, a Delegacia da 7ª Circunscrição de Recife e a Delegacia de Atendimento à Mulher de Goiânia.

A Pesquisa do Cesec foi feita por meio da avaliação de 449 pessoas, cidadãos comuns que moram perto das delegacias, que visitaram as unidades policiais em outubro de 2009. Elas conheceram as unidades e depois deram notas a cada uma delas, para os seguintes quesitos: orientação para a comunidade, condições materiais, tratamento igualitário dos usuários, transparência e prestação de contas e condições de detenção.

Leia mais sobre: delegacias

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.