A contaminação ambiental, principalmente das reservas de água potável, colocam em risco a saúde pública. Isso acontece porque a degradação do meio ambiente favorece o contato ou ingestão de organismos patogênicos, substâncias cancerígenas e tóxicas.

“A degradação do meio ambiente impacta diretamente a saúde humana e a qualidade de vida”, afirma a médica Telma dos Santos Nery, do Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo.

Esse será tema do debate: "Riscos à saúde humana decorrentes da contaminação", durante o I Congresso Internacional de Meio Ambiente Subterrâneo (CIMAS), na Fecomércio, em São Paulo, 17 de setembro. O objetivo, segundo Telma, que será moderadora da mesa redonda, é debater as responsabilidades e ações do poder público na gestão e vigilância do recurso. Além disso, o debate visa a encontrar uma proposta de modelo de gestão mais eficiente para poços de usos particulares, para que eles assumam também ações preventivas e corretivas.

O evento terá a presença de especialistas da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, do Ministério da Saúde do Brasil, Organização Pan-Americana da Saúde da Organização Mundial da Saúde. Quem tiver interesse em participar do evento, pode fazer a inscrição por meio do site: www.abas.org/cimas .

AE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.