acusado de fazer carícias e beijar na boca a filha de 8 anos informou que vai entrar nesta sexta-feira com um pedido de soltura de seu cliente. O advogado Flávio Jacinto reafirma que o italiano deu apenas um selinho na filha e que o ato é um costume normal em seu país de origem. " / acusado de fazer carícias e beijar na boca a filha de 8 anos informou que vai entrar nesta sexta-feira com um pedido de soltura de seu cliente. O advogado Flávio Jacinto reafirma que o italiano deu apenas um selinho na filha e que o ato é um costume normal em seu país de origem. " /

Defesa entrará com pedido para que italiano preso em Fortaleza seja solto

FORTALEZA - A defesa do turista italiano preso em Fortaleza http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2009/09/03/italiano+e+preso+por+beijar+filha+na+boca+em+praia+de+fortaleza+8251903.htmlacusado de fazer carícias e beijar na boca a filha de 8 anos informou que vai entrar nesta sexta-feira com um pedido de soltura de seu cliente. O advogado Flávio Jacinto reafirma que o italiano deu apenas um selinho na filha e que o ato é um costume normal em seu país de origem.

Agência Estado |

Um casal ouvido pela polícia cearense, no entanto, afirmou que viu o estrangeiro passando a mão nas partes íntimas da menina e que ele a abraçava "como se estivesses abraçando uma pessoa adulta".

A delegada responsável pelo caso, Ivana Timbó, da Delegacia de Combate aos Crimes de Exploração Sexual da Criança e do Adolescente, vai solicitar as imagens gravadas pelo circuito de segurança da barraca, na Praia do Futuro, onde o episódio ocorreu. Funcionários do estabelecimento, também ouvidos pela polícia, afirmaram não terem visto nada fora do normal.

De acordo com a delegada Ivana Timbó, a menina, de nacionalidade italiana, disse que não acreditava que pudesse haver maldade nos carinhos do pai. O mesmo teria dito a mãe da garota, uma brasileira, que, segundo o advogado da família, não quer dar entrevistas.

O italiano continua numa cela comum do 2º Distrito Policial, no bairro Aldeota. Ele foi preso em flagrante na barraca Croco Beach, na Praia do Futuro, terça-feira, e enquadrado na nova lei que trata dos crimes contra a dignidade sexual (número 12.015), em vigor desde o dia 7 de agosto. Caso seja o crime seja comprovado, o italiano pode pegar até oito anos de reclusão, segundo artigo 217 da nova lei.

Leia mais sobre: Fortaleza

    Leia tudo sobre: fortalezapreso

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG