Defesa destaca mais de 2 mil homens para combate à dengue

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, anunciou nesta quinta-feira o deslocamento de 2.321 militares para as ações contra a dengue. O Rio de Janeiro terá o maior contingente à disposição, com 820 homens, seguido pela Bahia, com 391, e do Pará, com 240.

Redação |

Os homens do Exército, da Marinha e da Aeronáutica irão atuar, se necessário, como agentes de combate ao mosquito e como força em educação e mobilização em saúde. São 201 militares da Marinha, 1.850 do Exército e 270 da Aeronáutica que poderão ser convocados para atuar no Rio de Janeiro, na Bahia, no Pará, em Minas Gerais, no Amazonas, em Pernambuco, no Ceará, em Sergipe, no Acre e em Alagoas.

Os militares serão treinados por membros do Ministério da Saúde, em parceria com as secretarias estaduais de saúde. Já na próxima semana, começam os treinamentos, na Bahia, quando 51 integrantes da Marinha serão treinados por agentes da Fundação Nacional de Saúde (Funasa).

A Campanha Nacional de Combate à Dengue foi lançada há um mês e deve contar com R$ 1 bilhão em medidas de prevenção e combate ao mosquito Aedes aegypti. Além dos militares, espera-se o envolvimento de 42 mil líderes comunitários e de 70 mil agentes de saúde, que serão treinados para atuar na prevenção à doença.

Leia mais sobre: dengue

    Leia tudo sobre: dengue

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG