Defesa de Paulo Medina diz acreditar na absolvição

Após o julgamento de hoje no Supremo Tribunal Federal (STF), o advogado Antonio Carlos de Almeida Castro, que defende Paulo Medina - ministro afastado do Superior Tribunal de Justiça (STJ) -, disse que tem certeza que seu cliente será inocentado no final da ação criminal. Temos tranqüilidade de que ele será absolvido, afirmou.

Agência Estado |

Para Castro, foi importante que o STF tenha concluído que Medina não deve responder a ação por formação de quadrilha. "Foi importante que o STF tenha decidido que o ministro não faz parte de quadrilha alguma", disse. Ele fez questão de frisar que Medina não foi julgado hoje e que o STF apenas decidiu abrir uma ação penal por prevaricação e corrupção passiva contra o ministro. "O que se decidiu hoje foi apenas que se deve apurar", declarou.

Ao falar sobre a alegada inocência de seu cliente, Castro disse que Medina foi gravado durante seis meses e não foi encontrada nenhuma ligação dele com o esquema. Segundo o advogado, é um erro imputar um fato grave a alguém apenas porque ele é irmão de um suspeito, no caso, o advogado Virgílio Medina. Questionado pela reportagem se Paulo Medina poderia conceder uma entrevista, Castro descartou a possibilidade. "Ele está doente. Não está em condições", afirmou. O advogado disse que não sabe se Medina voltará a integrar o STJ se for inocentado no final do processo.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG