Defesa de Marcinho VP quer anular processo no STF

A defesa de Márcio Santos Nepomuceno, o Marcinho VP, apontado como um dos líderes do tráfico de drogas no Complexo do Alemão, no Rio, ajuizou nesta semana um habeas-corpus no Supremo Tribunal Federal (STF). Os advogados tentam trancar ou anular o processo que resultou na condenação de Nepomuceno a 36 anos de prisão por supostamente ter encomendado a morte de André Jorge, o Dequinha, e Rubem Andrade, o Rubinho, em 1996.

Agência Estado |

Segundo o Supremo, o habeas aponta possíveis falhas no processo. Contesta-se, por exemplo, a informação de que Nepomuceno teria ordenado o esquartejamento das vítimas, que seriam ligadas a um traficante rival. A defesa argumenta ainda falta de ampla defesa no julgamento do Tribunal do Júri e de provas concretas da participação dele nos crimes.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG