SÃO PAULO - A defesa do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), obteve efeito suspensivo da sentença da Justiça Eleitoral, de primeira instância, que http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2010/02/21/juiz+cassa+kassab+e+vereadores+por+doacao+9404149.htmlcassou o seu mandato e o da vice-prefeita, Alda Marco Antonio, pelo recebimento de doações consideradas ilegais na campanha municipal de 2008. Com o efeito suspensivo, o prefeito poderá permanecer no cargo até o julgamento final do processo.

O mesmo juiz que decidiu pela cassação, Aloísio Silveira, acatou o efeito suspensivo e recebeu o recurso do escritório do advogado Ricardo Penteado, que agora será analisado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), ainda sem prazo previsto.

AE
Kassab participa de cerimônia de inauguração na zona leste da capital nesta segunda
A decisão da cassação foi tomada na última quinta-feira e será publicada nesta terça-feira no Diário Oficial. Silveira acolheu denúncia do Ministério Público que acusa Kassab de ter recebido 33% de suas doações de campanha nas eleições de 2008 de fontes ilegais.

A sentença também se estendeu para a vice-prefeita, Alda Marco Antônio (PMDB) e mais  oito vereadores  e suplentes. Como a defesa do prefeito já entrou com o recurso, a decisão fica suspensa até a decisão final do processo de cassação.

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) têm 19 processos acusatórios em nome do prefeito, sendo dez em segredo de justiça. Entre aqueles informados, são quatro ações populares, três ações civis públicas, uma notificação extrajudicial e um agravo de instrumento.

Desde que foi anunciada a decisão do juiz em cassar o seu mandato, Kassab vem reiterando a confiança na manutenção de seu mandato e na Justiça. O prefeito destaca que todas as doações da campanha foram feitas de forma correta, argumentando que suas contas de campanha foram aprovadas pelo TRE. Ele argumentou ainda que a doação de empresas ligadas a concessionárias do governo, motivo do pedido de cassação, foi considerada legal por instâncias superiores da própria Justiça Eleitoral.

"Decisão será revertida", diz Kassab

Kassab voltou a demonstrar confiança nesta segunda-feira em relação à cassação de seu mandato. Para o prefeito, a decisão será revertida. "São tão legais as doações que inclusive já aconteceram nas campanhas de presidentes da República, senadores e deputados", disse Kassab a jornalistas nesta manhã ao cumprir agenda na zona leste. "Os meus advogados estão tomando as providências necessárias."

* com informações da Agência Estado e Reuters

Kassab diz não temer a cassação. Assista à entrevista:

Saiba mais sobre Gilberto Kassab

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.