Defesa de Abdelmassih volta atrás sobre habeas-corpus no STJ

SÃO PAULO - A defesa do médico Roger Abdelmassih, denunciado por 56 acusações de abuso sexual, entrou nesta segunda-feira com um pedido de desistência do habeas-corpus no Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Agência Estado |

Com isso, a defesa de Abdelmassih poderá entrar com novo pedido no mesmo tribunal e apresentar outros argumentos a favor do médico. Abdelmassih está preso desde 17 de agosto, denunciado por ex-pacientes de sua clínica de fertilização em uma bairro da zona nobre da Capital.

AE

Abdelmassih ao ser transferido para Tremembé

No dia 24 deste mês, uma votação parcial no Tribunal de Justiça de São Paulo negou o pedido de habeas-corpus do médico. A Câmara Municipal de São Paulo cassou no dia 2 de setembro o título de Cidadão Paulistano concedido ao médico em 2002. No dia 16, a juíza Kenarik Felippe, da 16ª Vara Criminal do Fórum da Barra Funda, em São Paulo, negou o pedido de reconsideração da prisão do médico.

O caso

Roger é acusado de ter violentado 56 mulheres, a maioria ex-pacientes de sua clínica de fertilização, e está preso desde 17 de agosto.

No dia 25 do mesmo mês, ele foi transferido para a Penitenciária de Tremembé , no interior do Estado. Antes, ele estava detido no 40º Distrito Policial (DP), na Vila Santa Maria, na zona norte da cidade de São Paulo. No dia 2 de setembro, a Câmara Municipal de São Paulo cassou o título de Cidadão Paulistano concedido ao médico em 2002.

Leia mais sobre Abdelmassih

    Leia tudo sobre: estupro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG