Defesa Civil organiza ações preventivas às chuvas em SP

A sede regional da Defesa Civil em Campinas realizou nesta quinta-feira em Serra Negra, município do Circuito das Águas, uma reunião com 12 coordenadores da região para programar a antecipação de ações preventivas da Operação Verão. De acordo com o coordenador, Sidnei Furtado, toda chegada de frente fria ao interior paulista tem provocado temporais e certa apreensão.

Agência Estado |

"Toda semana, ou a cada 15 dias, vem um temporal e nem chegou o período de chuva, que começa efetivamente em dezembro e vai até março", afirmou Furtado.

Serão antecipadas ações como a articulação com órgãos municipais para reforçar plantões nos dias de entrada de frente fria, palestras e orientação junto aos moradores de áreas de risco e remanejamento das folgas de funcionários para evitar desfalque de equipe nos dias críticos.

"As ações relacionadas às entradas das frentes frias serão feitas com base na previsão do tempo", explicou Furtado.
No segundo semestre alguns temporais causaram prejuízos e susto na região. Uma chuva de granizo danificou a cobertura de 49 casas do bairro do Tanque, região norte de Atibaia, em 29 de julho.

Em 23 de setembro, uma ventania de menos de um minuto atingiu 120 casas do Jardim São Francisco, em Nova Odessa. No último dia 12, o vento em Campinas chegou a 129 quilômetros por hora. "Não houve feridos nem desabrigados, mas se esse vento tivesse atingido uma área de submoradias a situação seria crítica", afirmou o coordenador regional da Defesa Civil.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG