Defesa Civil do Rio explica o motivo da incineração de doações

SÃO PAULO - O presidente da Comissão de Defesa Civil da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, deputado Flávio Bolsonaro (PP), visitou nesta terça-feira o 21º Grupamento de Artilharia de Costa (GAC), em São Cristóvão, zona norte da cidade, onde fica o quartel da Defesa Civil. Ele disse que os 200 quilos de donativos para as vítimas das enchentes incinerados em janeiro, tiveram este fim pois estavam em más condições de uso.

Redação |

Segundo o deputado, estas vestimentas estavam sujas, algumas com manchas de sangue, mofadas e rasgadas, podendo colocar em risco a saúde das pessoas que as recebessem.

A queima das doações foi denunciada pela imprensa em janeiro. Bolsonaro disse que o trabalho da Defesa Civil é louvável e que seus membros têm que separar tudo o que chega e que não pode ser usado. É dever da Defesa Civil zelar pela saúde pública, afirmou.

O superintendente da Defesa Civil, coronel Luis Guilherme Ferreira dos Santos, disse que mais de 19 toneladas de donativos foram entregues nas últimas três semanas e que continuam passando por uma triagem realizada por cerca de 90 homens, junto às doações mais antigas.

Os donativos vão ser enviados, principalmente, para Santa Catarina e a maior demanda é por alimento e água potável. O vice-presidente da comissão, deputado Anabal (PHS) disse que ainda há muita água e produtos como achocolatados e medicamentos com prazo de validade prestes a vencer. "Os municípios que necessitam destes produtos também precisam entrar em contato com a Defesa Civil e buscá-los. Algumas cidades ficam bem próximas, mas os carros da instituição precisam estar preparados para os chamados de emergência" disse o parlamentar.

Anabal disse que a Assembleia pretende realizar uma audiência pública para ouvir o ex-diretor geral da Defesa Civil estadual, Djalma Souza Filho, que foi exonerado após a queima dos donativos. "Vamos fazer uma reunião para colocarmos em votação o convite ao ex-diretor", disse o deputado. A sindicância interna da Defesa Civil tem 30 dias para ser concluída.

Leia mais sobre: doações - enchentes

    Leia tudo sobre: redaçãosão paulo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG