Defesa Civil descarta paralisar buscas em SC

O Departamento de Defesa Civil de Santa Catarina descartou hoje qualquer possibilidade de paralisação dos serviços de busca às 29 pessoas que continuam desaparecidas por ocasião dos deslizamentos e da enchente que já causou, oficialmente, a morte de 123 pessoas. Pelo menos 6.

Agência Estado |

243 pessoas continuam desabrigadas - aquelas que perderam suas casas e se mantém em abrigos mantidos pelo governo - e 27.236 estão desalojadas - que permanecem em casas de parentes ou amigos aguardando a liberação de suas residências.

"Nós trabalhamos com a hipótese de que possam existir mais óbitos devido aos desaparecidos que oficialmente nos foram comunicados", disse o diretor estadual do órgão, Márcio Luiz Alves. A maior dificuldade de localização dos desaparecidos tem relação com a impossibilidade de acesso aos locais marcados pelos grandes deslizamentos. São áreas que se mantém em condições de risco e que ainda estão interditadas. A região do Alto do Baú, comunidade do município de Ilhota, é uma delas.

O foco da Defesa Civil é a distribuição das doações que não param de chegar em Santa Catarina, vindas de diversas regiões do Brasil. Além das centenas de toneladas de alimentos, roupas, produtos de higiene pessoal e de limpeza, a Defesa Civil já contabilizou mais de R$ 22 milhões depositados em nove contas bancárias especialmente abertas para doações em dinheiro.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG