Defesa Civil corrige número de vítimas em São Gonçalo

A Defesa Civil do Rio corrigiu para 16 o número de vítimas da chuva no município de São Gonçalo, na região metropolitana do Rio. Anteriormente, a informação era de 26 mortes.

Agência Estado |

Com o novo balanço do Corpo de Bombeiros do Estado, o número de vítimas é de 157. Além das 16 vítimas de São Gonçalo, 86 mortes foram registradas em Niterói, 51 no Rio de Janeiro, uma em Magé, uma em Maricá, uma em Nilópolis e uma em Petrópolis.

No entanto, a previsão é de que o número aumente durante as buscas no Morro do Bumba, em Niterói, após soterramento de cerca de 50 casas. O Corpo de Bombeiros estima que na região da tragédia em Niterói viviam cerca de 200 pessoas.

No Morro do Bumba, segundo relatos de moradores que deixaram suas casas antes do deslizamento, duas casas já haviam desabado na segunda-feira. Os escombros formaram uma montanha de dois metros e o acúmulo de água por trás dos detritos teria pressionado os dejetos, que acabaram por desmoronar ontem à noite.

A região foi construída em cima de um "lixão" e há 25 anos a Defesa Civil municipal já havia condenado a área para habitação. Três máquinas retroescavadeiras vasculham o amontoado de escombros à procura de sobreviventes. A distribuidora de energia elétrica Ampla, que atende 66 municípios do Rio, informou hoje que cedeu equipamentos, como geradores e holofotes, que foram utilizados durante toda a madrugada nas buscas realizadas no local.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG