Um problema técnico em um trem do metrô do Rio de Janeiro causou problemas aos passageiros que utilizavam o meio de transporte na manhã desta segunda-feira. De acordo com a concessionária Metrô Rio, uma composição que seguia entre as estações São Cristóvão e Central do Brasil ficou parada por cerca de 20 minutos em virtude de um problema no sistema de ar comprimido.

Segundo a empresa, o problema aconteceu por volta das 8h45, na altura da Cidade Nova, onde está sendo construída uma nova estação. O trem que registrou o defeito fazia a conexão direta Pavuna-Botafogo, inaugurada em dezembro do ano passado.

O carro foi levado até a estação Central, onde os passageiros desembarcaram e aguardaram outra composição. A ocorrência deixou a plataforma de embarque lotada.

Devido ao problema, os passageiros que vinham na Linha 2 tiveram que fazer a transferência para a Linha 1 na estação Estácio, nos moldes antigos. O sistema foi adotado por cerca de 30 minutos, até que o trem fosse retirado.

Segundo a concessionária Metrô Rio, o tráfego de trens já está normalizado e o intervalo entre as composições na Linha 2 é de seis minutos.

Reclamações

Na última terça-feira, a Agência Reguladora dos Transportes do Rio de Janeiro (Agetransp) determinou que a concessionária Metrô Rio solucione os problemas operacionais da conexão direta Pavuna-Botafogo (Linha 1A). O prazo dado foi de 15 dias.

Segundo a agência, caso a concessionária não consiga corrigir as falhas, a empresa terá que voltar com a operação nos moldes antigos, ou seja, com a transferência entre as linhas 1 e 2 através da estação Estácio.

No dia 19, o Ministério Público do Rio apresentou uma ação civil pública solicitando que a antiga operação do metrô seja restabelecida. Segundo o pedido, a conexão-direta Pavuna-Botafogo só deve funcionar após a conclusão das obras da estação Cidade Nova, a chegada dos novos 114 trens (previstos para 2011), o restabelecimento do intervalo de quatro minutos e a implantação de um sistema automático de sinalização.

Leia também:

Leia mais sobre: metrô

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.