Virtual candidato à Presidência em 2010 pelo PSDB, o governador de São Paulo, José Serra, decidiu aumentar a descentralização da sua administração e criar espécies de “subgovernadorias” pelo Estado. Por meio de um decreto a ser publicado hoje no Diário Oficial, será criado o Integra SP, programa que prevê a unificação até 2010 de todas as secretarias e órgãos públicos estaduais espalhados pelas 14 cidades que funcionam como sedes das regiões administrativas do Estado.

Com a medida, também serão criados os Conselhos de Integração de Ação Regional (Ciar), dos quais participarão os dirigentes dos principais órgãos estaduais pelo interior. Sob coordenação da Secretaria de Economia e Planejamento, esses conselhos terão como tarefa racionalizar e agilizar a implementação das políticas públicas do governo estadual.

Com o programa, o governo ataca em duas frentes. Primeiro, busca deixar a gestão estadual, a grande vitrine de Serra na disputa presidencial, afinada para a eleição. Depois, se prepara para eventuais percalços da crise financeira global, que pode chegar mais forte na economia brasileira em 2009.

De acordo com o secretário de Gestão Pública, Sidney Beraldo, a unificação dessas estruturas administrativas deve trazer uma economia de até R$ 30 milhões por ano para os cofres públicos do Estado. A maior parte dela virá com o corte de aluguéis e serviços, como segurança nos prédios e a locação de veículos para as unidades. “Essa é mais uma medida que o governo já vem tomando no caminho da descentralização da gestão, que ficará como uma das marcas do governo Serra”, afirmou Beraldo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.