Decretado estado de alerta em Recife por conta da chuva

O prefeito de Recife (PE), João da Costa, decretou nesta tarde estado de alerta no município. Com essa medida, todas as ações municipais darão prioridade às necessidades decorrentes das chuvas. O número de servidores envolvidos no trabalho passa de 200 para mil.

Redação com Agência Estado |

O decreto do estado de alerta levou em conta o volume pluviométrico acumulado desde janeiro, que já chegou a 1.359 milímetros. Da 9 horas de ontem às 9 horas de hoje foram registrados 109 milímetros, o que significa 28% do total de chuva esperado para o mês de junho.

A partir de 600 milímetros de chuvas, segundo especialistas da área, as barreiras ficam saturadas e perdem a capacidade de absorver a água. O decreto será publicado no Diário Oficial do Município de amanhã.

Quatro mortos

Quatro pessoas morreram e pelo menos seis ficaram feridas em deslizamentos na região metropolitana de Recife nesta manhã. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, um homem de 77 anos está entre as vítimas fatais do acidente, causado pela chuva forte que atinge a região. 

Givaldo Belmiro Bezerra, de 77 anos, morreu ao ter sua casa atingida por uma barreira, na rua Pedro Malazarte, no bairro Ibura, zona sul do Recife. Outras duas crianças ficaram feridas e foram encaminhadas a hospitais da região. Elas não foram identificadas.

Já no município de Jaboatão dos Guararapes, na região metropolitana, três pessoas morreram na queda de outra barreira. Andréia, de 26 anos, Wesley, 8 anos, e uma menina de 6 anos, que não teve o nome identificado, morreram no local do acidente.

Carla Fernanda da Silva, 15 anos, Kátia Fernanda da Silva, 38 anos, Ângela Elias de Araujo, 36 anos, e Maria de Fátima da Silva, 35 anos, ficaram feridas e foram encaminhadas ao hospital Policlínica do Ibura, em Recife.

No município de Bonança, no interior do Estado, duas barreiras caíram, mas não há registros de vítimas, segundo o Corpo de Bombeiros.

Segundo a Defesa Civil do Recife, alguns pontos da cidade permanecem isolados em função dos alagamentos.

Chuvas em São Paulo

Também na madrugada desta sexta-feira, duas casas desabaram no município de Jandira, em São Paulo. Segundo a Defesa Civil do município, ninguém ficou ferido.

No último dia 29 de maio, uma vistoria determinou que um corte irregular feito na encosta, para a construção de um pólo industrial, desestabilizou o terreno. Dez casas foram interditadas e as famílias foram retiradas do local.

A chuva da última madrugada agravou a situação das casas e duas desabaram. Ainda segundo a Defesa Civil, as outras oito podem cair a qualquer momento.


Leia mais sobre chuvas

    Leia tudo sobre: chuvas

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG