Decretada prisão preventiva de suspeita de matar marido

Foi decretada no começo da noite a prisão preventiva de Alessandra Ramalho DÁvila, acusada de matar a facadas o seu marido, o empresário Renato Biasotto Mano Júnior. Segundo informações do Tribunal de Justiça, o juiz Sidney Rosa, do 3º Tribunal do Júri da capital, tomou a decisão após aceitar a denúncia apresentada pelo Ministério Público contra ela.

Agência Estado |

No sábado, Alessandra, de 35 anos, teria golpeado o empresário, de 52 anos, no apartamento do casal. O imóvel faz parte de um luxuoso condomínio na Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio. No dia do crime a Justiça decretou a prisão temporária da acusada por cinco dias, porém ela não foi encontrada. O advogado dela ainda tentou, sem sucesso, revogar esse pedido, alegando que não havia o risco de ela fugir para os Estados Unidos, onde nasceu.

    Leia tudo sobre: rio de janeiro

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG