Decretada prisão de cantor acusado de homicídio em SP

GUARULHOS - A Justiça de Guarulhos, na Grande São Paulo, recebeu nesta terça-feira a denúncia em que o músico Evandro Gomes Correia Filho, de 35 anos, é acusado de homicídio duplamente qualificado (motivo torpe e uso de recurso que impossibilita a defesa da vítima) contra a ex-mulher e tentativa de homicídio contra o filho. O juiz Leandro Bittencourt Cano decretou ainda a prisão preventiva do cantor alegando que ¿o acusado está envolvido em crimes de extrema gravidade, demonstrando insensibilidade moral e enorme periculosidade. Evandro ainda está foragido.

Redação com Agência Estado |



O pedido de prisão, segundo o juiz, visa impedir que o réu impeça a produção de provas, ameaçando testemunhas, apagando vestígios do crime, destruindo documentos, e etc. Os advogados de defesa não quiseram se pronunciar sobre a decisão.

O caso

A operadora de caixa Andréia Cristina Bezerra Nóbrega, de 31 anos, e o filho dela, Lucas, de 6, caíram por volta das 18h do dia 18 de novembro do 3º andar do prédio onde viviam, em Guarulhos, Grande São Paulo. Andréia morreu na queda e Lucas, que bateu no parapeito do edifício, fraturou o maxilar.

Segundo informações do 2º DP, uma testemunha disse ter visto Correia sair do prédio logo após a queda e entrar num Taurus, que teve a placa identificada. Imagens do circuito de TV de uma agência dos Correios mostram um homem vestido de preto sair pela porta sem prestar atendimento a Andréia, caída na calçada. O caso foi registrado como homicídio qualificado e tentativa de homicídio.

De acordo com a família de Andréia, os dois se conheceram há 14 anos. Os dois frequentavam a mesma igreja evangélica. A família diz que hoje o cantor está casado com outra mulher.

Correia participou, há alguns anos, do quadro de calouros do programa Raul Gil e tem um CD gravado.

Leia mais sobre: Guarulhos - queda

    Leia tudo sobre: queda

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG