O governo deu o primeiro passo para a quebra de patente de outro remédio anti-retroviral, o Tenofovir, fabricado pela empresa Gilead, dos Estados Unidos. Uma portaria publicada no Diário Oficial da União (DOU) de hoje declara o medicamento como de utilidade pública.

Este é o procedimento usado pela administração federal para desencadear o processo de licença compulsória de uma substância. O Tenofovir é um dos mais caros produtos usados no Programa Nacional de DST e Aids. Em 2007, o Brasil determinou a licença do Efavirenz, também um remédio antiaids, fabricado pela Merck.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.