O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, não quis falar sobre sua possível candidatura ao governo de Goiás, dizendo que a decisão só será tomada em março de 2010. Em relação à candidatura, como foi mencionado pelo presidente (Lula), não é uma decisão tomada.

Vamos decidir, até setembro, se haverá ou não a filiação a um partido político e, até março, se seremos candidato a algum cargo eletivo", disse Meirelles, que participou hoje de cerimônia de lançamento de programa habitacional em Goiânia, ao lado do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Pela manhã, em entrevista a rádios goianas, o presidente Lula, quando questionado sobre a eventual candidatura de Meirelles, disse que Goiás só teria a ganhar com isso. "Se o Meirelles conduzir a economia de Goiás como ele conduziu o Banco Central, Goiás só tem a ganhar", disse. "Fico feliz com as palavras do presidente. Ele foi generoso. É um reconhecimento do nosso trabalho, do nosso esforço de reduzir inflação, de promover a estabilidade. Mas não é uma decisão tomada", disse Meirelles, referindo-se às declarações de Lula.

Durante a cerimônia na capital goiana, o presidente Lula apenas citou o nome de Meirelles, ao falar da estabilidade econômica alcançada pelo País, ao lembrar que o Brasil tem hoje as taxas de juros mais baixas da história e que o crédito voltou a aparecer. Questionado se a estabilidade e a baixa inflação eram bons cabos eleitorais, Meirelles disse que as duas garantem emprego e favorecem o País.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.