Debate em São Paulo é marcado por ataques pessoais

Frente a frente no primeiro debate televisivo do segundo turno, esta noite, os finalistas da corrida municipal em São Paulo acusaram um ao outro de mentir. Entraram em tanta polêmica a ponto de paralisar o programa da Band, em uma briga por direitos de resposta.

Agência Estado |

A duas semanas da votação final, no dia em que também voltou o horário eleitoral gratuito, o que se viu foi uma intensa troca de farpas, além da tradicional enxurrada de números e comparações, que já havia ocorrido nos três debates anteriores, na Band e na Record.

Marta Suplicy (PT) seguiu à risca a estratégia da sua equipe de marketing de tentar desconstruir a imagem do adversário, alegando que há um Gilberto Kassab (DEM) real e outro fictício, que promete na TV o que não faz como prefeito e ainda esconde a trajetória. O prefeito, que prometera uma linha propositiva durante o encontro de ontem, também endureceu o tom, disparou contra a concorrente e fez provocações.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG