De olho na dieta masculina

De olho na dieta masculina Por Equipe AE São Paulo, 11 (AE) - Homem não faz dieta. Isso é coisa de mulher.

Agência Estado |

Escolher os alimentos corretos, no entanto, faz um bem enorme à saúde, tanto deles quanto delas. Disso todo mundo já sabe. Além de fazer o organismo funcionar melhor, a aparência de quem opta pela alimentação saudável também é outra. A pele e o cabelo ficam mais bonitos, as unhas se tornam mais fortes e os sinais do envelhecimento podem ser adiados.

Para formar colágeno e elastina, proteínas que sustentam a pele, deve-se consumir alimentos nutritivos, ricos em vitaminas A e C, cobre, zinco e cálcio, explica a nutricionista clínica funcional Andréa Santa Rosa Garcia, em São Paulo, que tem como ótimo cartão de visita o marido, o ator Márcio Garcia, de 39 anos. "Se não há fonte adequada desses nutrientes, envelhece-se com mais rapidez e o cabelo fica opaco. A calvície também pode ser causada por carência de nutrientes."

Para obter todos os nutrientes necessários, o ideal é comer quatro ou cinco porções de frutas e dois pratos de sobremesa de verduras todo dia. Além disso, quem faz exercícios deve consumir de 1,4 grama a 1,6 grama de proteína por quilo de peso - os sedentários, de 1 grama a 1,2 grama. Em uma dieta de duas mil calorias, metade deve corresponder a carboidratos. As gorduras representam 30% e as proteínas, 20%. "Tudo depende do metabolismo e da individualidade bioquímica de cada um. É preciso avaliar cada caso."

Por ter metabolismo acelerado e hormônios anabólicos, como a testosterona, o homem tem mais músculos e vantagens em relação à mulher. "Ele pode consumir a mais, mas não deve exagerar, pois todo excesso de alimento pode acarretar prejuízo, como gases, fermentação e má absorção dos nutrientes", explica Andréa.

Um dos vilões do exagero é o açúcar, que deve ser evitado ou substituído por estévia. "Não só doces, mas também os carboidratos refinados, como batata e pão, que também são transformados em açúcar, trazem riscos à saúde. Quando metabolizado pelo organismo, o que sobra se liga a proteínas do corpo, como o colágeno e a elastina, que perdem a função. Na pele, aparecem as rugas", explica a dermatologista Marcella Delcourt.

Fast food e refrigerantes também devem ser evitados. O melhor é consumir alimentos orgânicos e naturais, além de incluir castanhas e sementes, como amêndoa, feijões e lentilhas. Marcella sugere, ainda, incluir na alimentação meia colher de chá por dia de canela e açafrão, que fazem bem para a pele, os cabelos e as unhas. Segundo ela, o açafrão reduz as inflamações e é antioxidante, e a canela queima o açúcar.

Chocolates com 70% ou 80% de cacau também ajudam na aparência. De acordo com o professor de cosmetologia Maurício Gaspari Pupo, comer 18 gramas por dia melhora a circulação, aumenta a hidratação e reduz rugas. Cereais integrais, ricos em silício, também são indicados: fortalecem as unhas, engrossam os cabelos e reduzem rugas. Alimentos ricos em licopeno, como tomate, melancia e goiaba vermelha, atuam como filtro solar natural. "Consumir três tomates cozidos por dia lesa menos a pele pelo fotoenvelhecimento."

O azeite extravirgem é quase milagroso, segundo Pupo: consumir três colheres de sopa no almoço mais três no jantar ajuda a reduzir a gordura abdominal. Outro componente que não pode faltar é o ômega 3, presente no salmão e na linhaça. "Comer um filé grande de salmão por dia ajuda a proteger a pele e também a manter o cabelo escuro."

A HORA DA MUDANÇA
Andréa Santa Rosa garante que não é difícil mudar a alimentação. O marido dela, Márcio Garcia, imaginava ter uma alimentação saudável. "Ele achava que comia bem, mas viu que não era bem assim. Faltavam sementes, fibras, castanhas... Comia peixe, frito. Aí foi mudando o hábito."

Após optar pela alimentação saudável, o arquiteto André Moreau, de 34 anos, também percebeu como aquilo que colocava no prato influenciava no organismo e também na pele - as espinhas diminuíram. "Tento comer de forma equilibrada e em horários corretos, em intervalos de três horas. Quando exagero, depois compenso com algo mais leve."

Para ajudar a abandonar os maus hábitos, a família deve ser envolvida. "Quanto mais gente, mais fácil será controlar a alimentação. Qualquer mudança nos hábitos alimentares deve começar dentro de casa. Assim haverá mais chances de essas mudanças se estenderem para a vida inteira", afirma o gastroenterologista José Figueiredo Penteado, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro e do Instituto Carlos Chagas.

Para o médico, o lema "coma para viver e não viva para comer" deve ser sempre levado em conta. "O importante é manter o peso controlando as gorduras e açúcares e praticando exercícios regularmente. O cardápio deve ser sempre equilibrado e controlado. Essas são regras básicas para viver bem e alcançar a longevidade."

Restrinja o churrasco e troque a cerveja pela caipirinha
Nada melhor do que aquele churrasquinho com os amigos no sábado à tarde. Certo? Depende. Apesar de o evento social ser, à primeira vista, imperdível, os resultados para a saúde e para a aparência
podem virar uma verdadeira bomba. O primeiro motivo: você come, bebe, come, bebe e nem percebe. Ou seja, consome bem mais do que deveria.

Além da comilança e da gordura excessiva, a carne do churrasco, por ficar em contato direto com a chapa de metal, tem, no ‘tostadinho’, radicais livres, que levam ao envelhecimento precoce. A nutricionista Maria Cecília Corsi sugere trocar os litros de cerveja por duas caipirinhas. À noite, a sugestão dela é tomar duas taças de vinho tinto. Para evitar estragos, as bebidas alcoólicas devem ficar restritas ao sábado e o churrasco a uma vez a cada quinze dias.

Boxe:
CARDÁPIO SUGERIDO POR ANDRÉA SANTA ROSA

Café da manhã
1 copo de suco funcional (2 maçãs, 1/2 cenoura, 1/2 inhame, 1 pedaço de gengibre, 1 folha de couve manteiga. Passar as maçãs, a cenoura e o inhame na centrífuga, depois bater com os outros ingredientes no liquidificador)

2 fatias de pão 100% integral + 2 claras e 1 gema (mexido) sem gordura no teflon. Acrescentar azeite extravirgem no final

Lanche da manhã
1 fruta + 3 castanhas do Pará

Almoço
Salada de rúcula, brócolis fatiado (pôr na água fervendo por 1 minuto) e tomate cereja. Temperar com pimenta rosa moída e azeite extravirgem
Salada de 1/2 beterraba cozida
3 a 4 colheres (sopa) de arroz cateto integral com açafrão moído da terra
1 concha de feijão carioquinha
1 posta grande de peixe grelhado crocante com gergelim e orégano (empanar com ovo caipira, gergelim e orégano, depois levar ao forno por 20 minutos)

Lanche da tarde I
Banana amassada com 1 colher (sobremesa) linhaça e 1 colher (sopa) de quinua em flocos

Lanche da tarde II
1 xícara de chá verde
2 fatias de pão 100% integral com requeijão de búfala ou pasta de tofu
OU
1 temaki de salmão, cebolinha e gergelim

Jantar
Mix de verdes, broto de alfafa ( com azeite extravirgem, sal e limão)
1 filé grande de peito de frango grelhado com gengibre ralado e shoyu sem glutamato monossódico
4 colheres (sopa) de salada de quinua em grãos (1 xícara de quinua em grãos, 2 xícaras de água. Cozinhar por 11 minutos. Coar se necessário. Deixar esfriar e temperar com rabanete em pedacinhos, hortelã, cebola picada, gergelim preto, azeite de oliva, shoyu orgânico e limão)

Ceia
1 pedaço de chocolate 72% cacau

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG