De olho em 2010, Lula vai levar Dilma a Fórum Social

BRASÍLIA - Disposto a apresentar sua candidata à sucessão de 2010 para a maior plateia de esquerda reunida por metro quadrado, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva levará a tiracolo ao Fórum Social Mundial, em Belém, a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff. Na tentativa de consolidar a reaproximação com os movimentos sociais, ele prepara discurso sob medida para o encontro, de 27 deste mês a 1º de fevereiro, batizado de ¿Woodstock tropical¿.

Agência Estado |

Lula usará a tribuna do Fórum Social para fazer um pronunciamento na linha desenvolvimentista que agrada ao PT e segue o roteiro da estreia de Dilma no megapalanque político: com estocadas nos Estados Unidos pré-Barack Obama, Lula vai dizer que, em seu governo, os pobres não pagarão a conta da crise internacional.

O tom duro do discurso de Lula, que chegará a Belém na quinta-feira à noite, será reforçado por ataques à especulação financeira e defesa contundente de uma nova ordem econômica e política no mundo. Empenhado em reconquistar o público de esquerda que torce o nariz para alianças pragmáticas com o PMDB e olha com desconfiança para o Banco Central (BC), Lula vai usar o palco de Belém para criticar os ricos reunidos no Fórum Econômico Mundial, em Davos.

Desta vez ele não comparecerá ao encontro dos homens engravatados do Primeiro Mundo, que começa no dia 28 em Davos, na Suíça. Na capital do Pará, o governo vai pôr o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) na vitrine, para empurrar a candidatura de Dilma. Gerente do PAC, a chefe da Casa Civil ganhará elogios de Lula. No Planalto, a aparição de Dilma no Fórum Social é considerada extremamente importante para a conquista de votos na seara da esquerda. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

Leia mais sobre: Fórum Social Mundial

    Leia tudo sobre: fórum social mundial

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG