David Letterman diz que sofreu tentativa de extorsão

O comediante e apresentador de televisão norte-americano David Letterman revelou, na edição de ontem de seu popular programa de entrevistas na rede CBS, que manteve relações sexuais com algumas colegas de trabalho. Letterman explicou que estava fazendo aquela revelação em público porque uma pessoa tentou extorqui-lo em US$ 2 milhões, ameaçando tornar públicos seus atos de infidelidade conjugal.

Agência Estado |

Durante a gravação do programa "Late Show", Letterman disse que recebeu uma ameaça exigindo o dinheiro. Em comunicado do produtor do programa, Letterman disse que fez uma denúncia ao promotor do distrito de Manhattan e que a investigação levou a uma prisão ontem. Letterman não revelou quem foi preso.

No decorrer desta sexta-feira, a pessoa foi identificada como Robert J. Halderman, um funcionário da CBS de 51 anos de idade. Perante um juiz, Halderman declarou-se hoje inocente da acusação de chantagem. A fiança foi estipulada em US$ 200 mil.

A denúncia de Letterman levou a uma operação policial na qual um advogado do apresentador conseguiu gravar as ameaças de Halderman, disseram autoridades locais. Halderman pode pegar até 15 anos de prisão pela chantagem, caso venha a ser condenado.

No programa, o apresentador disse que, como parte da investigação, entregou um cheque falso com o valor pedido ao autor da extorsão, que foi preso em seguida.

Letterman revelou que em seu testemunho admitiu ter mantido relações sexuais com algumas integrantes de sua equipe de produção. Letterman e sua namorada de longa data, Regina Lasko, se casaram em março. Eles começaram a sair em 1986 e têm um filho nascido em novembro de 2003. Com informações da Dow Jones.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG