Os funcionários do Banco Opportunity, presos hoje pela Polícia Federal na Operação Satiagraha, estão numa sala da Polícia Federal, no Rio de Janeiro, para onde será levado também o sócio-fundador do banco Daniel Dantas. Todos serão trazidos para São Paulo ainda hoje.

A advogada Maria Amália Coutrim, uma das principais executivas do grupo, foi detida em sua casa, às 6 horas, por uma equipe da PF. "Não sei o que está acontecendo. Só posso acreditar que seja uma medida arbitrária. Estamos aqui sem acesso a nenhuma informação", disse a advogada, por telefone, à Agência Estado.

Estão na PF o diretor do Opportunity, Carlos Rodenberg; o diretor Arthur Carvalho; a diretora jurídica Daniele Silbergleid Ninio. Também estão sendo cumpridos mandados contra o presidente do grupo Opportunity, Dório Fermani, e o ex-funcionário Rodrigo Bhering.

O Opportunity entrou no escândalo do Mensalão por denúncias de atuação no financiamento a um esquema de corrupção no Congresso, por meio das operadoras de telefonia Telemig e Brasil Telecom, à época geridas pelo banco.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.