Daniel Dantas e Paulo Lacerda pedem habeas-corpus no STF

BRASÍLIA - O sócio-fundador do Opportunity, Daniel Dantas, ingressou nesta terça-feira no Supremo Tribunal Federal (STF) com um pedido de habeas-corpus para depor à CPI dos Grampos. Dantas foi preso por duas vezes, no ano passado, a pedido da Operação Satiagraha, da Polícia Federal, acusado de crimes contra o sistema financeiro.

Carol Pires, Último Segundo/Santafé Idéias |

Daniel Dantas pede no habeas-corpus o direito de ficar calado quando quiser e também consultar seu advogado a qualquer momento do depoimento à comissão. Ainda não foi designado um ministro para relatar o caso. O depoimento dele está marcado para o dia 16, próxima quinta-feira.

O ex-diretor da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) Paulo Lacerda também pediu um habeas-corpus no STF para ser ouvido pela CPI dos Grampos por carta rogatória e ser liberado de comparecer à Câmara dos Deputados.

Trabalhando como adido policial na embaixada do Brasil em Lisboa, Lacerda avisou à secretaria da CPI na segunda-feira que não participará da sessão de quarta-feira , marcada para colher seu depoimento sobre a participação da Abin na Operação Satiagraha, da Polícia Federal. O presidente da CPI, deputado Marcelo Itagiba, disse que  Lacerda poderá ser indiciado por crime de desobediência .

O habeas-corpus pedido por Lacerda será analisado pelo ministro Marco Aurélio Melo.


Leia mais sobre: CPI dos Grampos

    Leia tudo sobre: brasilcpi dos grampos

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG