Publicidade
Publicidade - Super banner
Brasil
enhanced by Google
 

Dalai Lama se distancia das palavras de Sharon Stone

O Dalai Lama se distanciou nesta quinta-feira da atriz americana Sharon Stone, que no festival de cinema de Cannes afirmou que o terremoto de 12 de maio na China, no qual morreram mais de 69 mil pessoas, foi um mau carma pela política de Pequim no Tibete.

AFP |

Stone citou o líder espiritual tibetano no exílio como um "bom amigo" no festival francês.

"Sim, conheço esta senhora", confirmou o Dalai Lama em uma entrevista coletiva em Sydney, antes de se distanciar e afirmar que não compartilha o ponto de vista da atriz.

"Do ponto de vista budista todos os acontecimentos são carma", disse o líder tibetano, de 72 anos.

"A tragédia no Tibete, a tragédia em Mianmar, a tragédia na China, tudo isto é carma, mas este tipo de comentário... não sei", afirmou.

Sharon Stone pediu desculpas pelo comentário, que provocou grande indignação na China e levou a marca de produtos de luxo e moda Christian Dior, da qual a atriz é uma das garotas-propaganda, a retirar os anúncios da estrela do país.

Leia mais sobre: Sharon Stone

Leia tudo sobre: sharon stone

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG