D. Marisa distribui gestos de simpatia no carnaval do RJ

A primeira-dama Marisa Letícia abandonou na madrugada de hoje, durante os desfiles das escolas de samba do Rio, as roupas sóbrias e os gestos contidos, marcas da figura que construiu nos seis anos do governo do marido, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Na fantasia de uma mulher descontraída e feliz da vida, ela desceu três vezes as escadas do camarote do governo do Estado até a pista para ver de perto as apresentações da Grande Rio, da Vila Isabel e da Beija-Flor, causando tumulto de fotógrafos e cinegrafistas.

Agência Estado |

De calça jeans e blusa azul e branco, Marisa sambou, acenou para o público, beijou o rosto do gari Gilson Lopes e até aceitou conversar com jornalistas. "Isso tudo é maravilhoso!", disse, empurrada por seguranças e jornalistas. Lula, do camarote, viu o tumulto e demonstrou surpresa com a atitude dela. Ele ficou de boca aberta. O presidente aceitou conselhos e não saiu do camarote. Jornalistas chegaram a brincar, dizendo que Marisa era a verdadeira candidata de Lula para a disputa de 2010, em vez da sisuda ministra-chefe da casa Civil, Dilma Rousseff.

Horas depois, quando voltou à pista para acompanhar o desfile da Beija-Flor, a primeira-dama estava com uma camisa da escola. Marisa ficou ao lado do carro de som para ouvir Neguinho da Beija-Flor. "Dona Marisa, maravilhosa!", gritou o intérprete. "Eu gosto dele de coração, de coração!", disse ela ao Estado levando as mãos no peito. Depois, ela justificou o esforço dobrado da segurança para que pudesse chegar perto do sambista: "Ele é meu amigo, um companheiro do coração. Adoro ele."

Ao voltar ao camarote, Marisa recebeu um abraço de Lula. O presidente colocou o chapéu panamá que usava na cabeça da mulher. Em retribuição, ela pôs uma flor na orelha do marido, que a retirou imediatamente. Quando a Beija-Flor encerrou o desfile e Neguinho se despediu da Sapucaí, por volta de 4h30, Marisa pôs as mãos nos olhos, demonstrando forte emoção. Foi abraçada novamente pelo presidente. O dia já estava clareando, na metade do desfile da Unidos da Tijuca, quando o casal deixou o sambódromo. Chegaram a Brasília às 7h30.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG