CUT protesta por jornada de trabalho menor em Maceió

Cerca de 3 mil trabalhadores, mobilizados por 67 sindicatos filiados à Central Única dos Trabalhadores em Alagoas (CUT/AL), participaram hoje das manifestações em comemoração ao Dia do Trabalho, na orla de Maceió. Com faixas, bandeiras e cartazes - reivindicando a redução da jornada de trabalho - os trabalhadores seguiram em passeata, animados por um trio-elétrico, da Praia da Jatiúca até a Praça Multieventos, na Pajuçara, onde realizaram um ato público, seguido de show com artistas locais.

Agência Estado |

Segundo o presidente da CUT/AL, Isaac Jackson, a classe trabalhadora ainda não chegou ao paraíso, mas está a caminho. "Nos últimos 6 anos, Alagoas e o Brasil registraram as menores taxas de desemprego, mas precisamos avançar. O projeto de lei que prevê a redução da carga horária do trabalhador, de 44 horas por semana para 40 horas semanais, já passou pelo Senado e deve ser sancionado pelo presidente Lula. Isso é uma vitória, porque aumenta a oferta de emprego em todo o País", destacou Isaac.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG