Cúpula do PSDB quer definição de candidato ao Planalto

A cúpula do PSDB cobrou hoje, em Goiânia, uma definição até dezembro do candidato do partido à Presidência da República em 2010. O coro foi puxado pelo ex-governador Geraldo Alckmin e reforçado pelo presidente do partido, senador Sérgio Guerra (PE).

Agência Estado |

Os tucanos não esconderam a insatisfação - e também preocupação política - com os últimos movimentos do presidente Luiz Inácio Lula da Silva a favor da candidatura presidencial da ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff.

No encontro do PSDB na capital goiana, Sérgio Guerra disse que espera um acordo - sem necessidade de prévias - até dezembro entre os dois presidenciáveis tucanos, os governadores José Serra (São Paulo) e Aécio Neves (Minas Gerais).

"O Serra e o Aécio vão se entender ainda neste segundo semestre. Não haverá necessidade de prévias", afirmou. Até dezembro, os dois vão definir com o PSDB e os aliados os rumos da campanha", ressaltou.

Candidato derrotado em 2006 ao Palácio do Planalto, Geraldo Alckmin seguiu o mesmo discurso, com mais contundência do que Guerra. "O PSDB não deve entrar 2010 sem definição. O ideal é decidir até dezembro", disse.

"Até um ano atrás, não havia convergência política na relação entre os dois (Serra e Aécio). Agora, há total convergência", reforçou Sérgio Guerra.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG