A cúpula do PMDB definiu o cronograma de trabalho para redação do programa de governo da coalizão liderada pela ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, pré-candidata à presidência pelo PT. A legenda pretende apresentar o texto final durante o congresso nacional do partido no dia 8 de maio. Até lá, o grupo deverá se reunir mais duas vezes. A http://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2010/02/26/pmdb+se+movimenta+para+entregar+programa+de+governo+a+dilma+9410782.htmlúnica reunião até agora aconteceu na última quinta-feira, em Brasília.

Fazem parte do grupo os ex-ministros Mangabeira Unger, Delfim Neto e Aníbal Teixeira, o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, o vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da Caixa Econômica Federal, Moreira Franco, o líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves, o deputado federal (RS) Eliseu Padilha, o consultor Gaudêncio Torquato, além do presidente da Câmara, Michel Temer (SP), cotado a vice na chapa de Dilma.

De acordo com Padilha, até o dia 12 de abril o partido receberá sugestões de ações consideradas prioritárias pelos filiados da legenda em todas as regiões do País. No dia 15 de abril, o grupo se reunirá para redigir a primeira versão do texto, que será encaminhada para os diretórios e outras lideranças do partido. No dia 29 de abril, a cúpula deve editar a segunda versão, que será analisada até o dia 5 de maio, quando o PMDB pretende finalizar os trabalhos. O documento será apresentado no dia 8 de maio para aprovação durante o congresso nacional.

Depois de celebrada a aliança, o terceiro passo será o trabalho de embate, de fusão dos programas de governo. Faremos uma comissão mista, disse Padilha. Segundo o deputado, a escolha do vice na chapa de Dilma não altera o cronograma nem o conteúdo do programa que será apresentado ao PT. A decisão sobre o vice indicado pelo PMDB deverá coincidir com a entrega do programa de governo do partido, embora a candidatura seja oficializada apenas em junho.

Saiba mais sobre eleições 2010

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.