Cultura, fé e um fenômeno celeste

Cultura, fé e um fenômeno celeste São Paulo (AE) - Às margens do Rio Ruhr, Essen conta com o diferencial da organização alemã - o calendário inclui mais de 2.500 eventos.

Agência Estado |

Pécs, na Hungria, foi lar de celtas, tem incrível cidadela medieval e passou pelo domínio otomano, que deixou ali mesquitas e minaretes. Mas como se destacar quando o título de Capital Europeia da Cultura de 2010 será dividido com Istambul?
Partida entre Europa e Ásia, a maior cidade da Turquia (desde 1923, a capital é Ancara) nos últimos anos virou vedete turística, com número de visitantes crescendo a uma média de 20% ao ano.

O EVENTO - Istambul será uma das Capitais da Cultura antes mesmo de o país estar oficialmente na Comunidade Europeia, algo previsto para 2014. E parece pronta para lucrar com a visibilidade trazida pelo título. Enquanto você estiver lendo esta reportagem a festa em Istambul terá começado - a abertura oficial será no dia 16, mas o calendário de comemorações já vale desde a virada do ano.

Ao longo de 2010, a cidade será palco de exposições, shows, palestras, lançamentos de livros, mostras de cinema e tudo o que uma capital da cultura merece. (A tempo: Essen inicia sua festa em 9 de janeiro e Pécs, no dia 10.) Informações: www.en.istanbul2010.org.

O QUE FAZER - A cidade que uma vez se chamou Constantinopla viu ressurgirem seu passado e seus monumentos. A exemplo da impressionante Santa Sofia, erguida no século 6º para ser uma síntese do paraíso e maquiada para virar mesquita depois da chegada dos otomanos. Ganhou minaretes e teve os mosaicos católicos banhados de cal. E só agora esses desenhos de caquinhos começam a ser restaurados.

O local foi transformado em um museu que sintetiza muito do passado da cidade. A partir dali você cruza a praça até a Mesquita Azul, a mãe de todas. Construída em 1069, tem seis minaretes em honra de Alá e comanda as cinco orações diárias.

Dali, a sequência coerente é cruzar a rua à direita e entrar no Palácio Topkapi, a casa dos sultões, surgido no século 15. O lugar guarda tesouros inimagináveis, de tronos a berços de ouro maciço - e será palco de eventos culturais durante o ano. O coração do complexo é o harém onde chegaram a viver mais de mil mulheres (a visita exige pagamento à parte).

E corra para fazer um dos principais programas de Istambul desde a época de Constantinopla: o Grande Bazar, um louco emaranhado com mais de 4 mil lojas. Nesse labirinto a pechincha é quase uma exigência.

COMO IR - Desde o começo de 2009, brasileiros contam com um voo direto entre São Paulo e Istambul. Da Turkish Airlines (www.turkishairlines.com), custa a partir de R$ 4.632,77, ida e volta, valor para janeiro.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG