HAVANA (Reuters) - Cuba irá lançar um novo canal de televisão no verão com uma programação estrangeira que inclui materiais da Telesur, Venezuelana de Televisão, Televisão Espanhola e Discovery, informou neste sábado a imprensa local. O canal, que se chamará provisoriamente Multivisión, será assistido inicialmente por 50 por cento da população, segundo o parlamentar cubano Ernesto López, presidente do Instituto Cubano de Radio e Televisão. Não foi revelado o valor do investimento.

'Um novo canal de televisão, com programações exibidas 24 por horas por dia, iniciará suas transmissões neste verão', informou a reportagem do jornal Juventud Rebelde.

López anunciou também um investimento para os próximos anos de mais de 32 milhões de dólares que serão destinados à compra de equipamentos técnicos, para a proteção dos arquivos e para 'potenciar' a 'inibida' produção de seriados de televisão, segundo o jornal estatal Granma.

A criação de um novo canal acontece em um momento no qual o presidente Raúl Castro, que substituiu seu irmão Fidel na presidência desde fevereiro, começou a suspender o 'excesso de proibições', permitindo que cubanos comprem celulares e computadores.

Cuba tem quatro canais de televisão nacionais, dois deles com programação educativa e telecursos e 91 emissoras de rádio.

A radiofusão cubana funciona com o orçamento do Estado.

Os cubanos não têm acesso à canais internacionais. O único meio de conseguir programação estrangeira é comprando, ilegalmente, antenas de televisão por satélite.

(Reportagem de Rosa Tania Valdés)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.