CSN prorroga prazo de oferta de compra de ações da Cimpor

SÃO PAULO (Reuters) - A CSN prorrogou para o dia 22 de fevereiro o fim do prazo de sua oferta de compra de ações da produtora de cimento portuguesa Cimpor, informou a companhia brasileira em comunicado ao mercado nesta terça-feira. Originalmente, a oferta da CSN, de 6,18 euros por ação da Cimpor, venceria na quarta-feira, dia 17 de fevereiro.

Reuters |

A cimenteira portuguesa é alvo de uma disputa ferrenha entre grupos brasileiros, que inclui, além da CSN, a Votorantim e a Camargo Corrêa, que também nesta terça-feira informou ter elevado sua fatia na Cimpor para 31 por cento .

Antes disso, a Votorantim, maior produtora brasileira de cimento com 40 por cento de participação de mercado, havia acertado a compra de 17,3 por cento da Cimpor que estavam em poder da francesa Lafarge, em uma operação de troca de ativos.

Além disso, a Votorantim também fechou acordo de acionistas com a estatal Caixa Geral de Depósitos (CGD), dona de outros 9,6 por cento da cimenteira portuguesa.

Alguns analistas acreditam ser baixo o valor de 6,18 euros por ação oferecido pela CSN, devido à forte disputa pelos papéis.

Na compra adicional desta terça-feira, por exemplo, a Camargo Corrêa pagou 6,50 euros.

(Reportagem de Marcelo Teixeira)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG