Crônica: para lembrar André Valli

PORTO ALEGRE - Não o conheci pessoalmente. Também, como nasci em 1978, o assisti poucas vezes vivendo o seu grande papel televisivo, O Visconde de Sabugosa na versão televisiva de O sítio do pica-pau amarelo. Só que em 2005, quando me candidatava a uma vaga no Mestrado em Literatura Brasileira na USP, André Valli passou a ser um nome muito significativo na minha vida.

Luís Wasilewski, especial para o Aplauso Brasil |

Leia a matéria completa no Aplauso Brasil .

    Leia tudo sobre: aplauso brasil

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG