Crivella deve prestar esclarecimentos ao TRE-RJ até segunda-feira

RIO DE JANEIRO - Notificado na tarde desta quinta-feira, o senador Marcelo Crivella (PRB) tem até a próxima segunda-feira para prestar esclarecimentos sobre o Informe Especial publicado na revista ¿Roteiro do Poder¿, que atribui ao político a responsabilidade por todas as obras do PAC realizadas nas favelas do Rio.

Redação |

O coordenador estadual da fiscalização da propaganda eleitoral no Rio, juiz Luiz Márcio Pereira, mandou ainda que a Editora WD, que publica o periódico, apresente a cópia do contrato, caso a matéria seja paga, além de esclarecer o valor cobrado pelo espaço publicitário, o responsável pelo pagamento, a tiragem do periódico e a data em que foi distribuído às bancas de jornal. A multa prevista por propaganda eleitoral extemporânea (antecipada) varia de R$ 21 mil a R$ 53 mil.

Comercializada em todo o Estado do Rio de Janeiro, a edição 2008 da revista Roteiro do Poder traz um artigo, aparentemente pago, intitulado Governo Federal Executa no Rio o PAC das Favelas Criado pelo Senador Marcelo Crivella. Para o juiz Luiz Marcio Pereira, a publicação seria uma suposta prestação de contas sobre atos realizados pelo senador, no exercício do mandato. Mas traria também a conotação de que todas as obras do PAC realizadas nas favelas da Rocinha, Maré e Complexo do Alemão, atendendo a mais de 400 mil pessoas, teriam sido conquistadas, exclusivamente, pela atuação do senador, redigiu o juiz, na decisão.

O artigo seria tendencioso, também, ao exaltar o senador por estar resolvendo um problema de mais de cem anos na cidade do Rio, com o apoio explícito do Governo Federal, a quem a imagem do senador é amplamente associada no período pré-eleitoral, lembra o juiz. A vinculação da imagem e do nome de Crivella a um programa de alto impacto social seria, ainda, uma forma subliminar de propaganda, ao apresentá-lo como um político realizador e qualificado.

É flagrante a quebra do princípio da igualdade, na medida em que os demais pretensos candidatos são amplamente prejudicados com a publicidade de cunho eleitoral extemporâneo em favor de Crivella, criticou.

Leia mais sobre: eleições

    Leia tudo sobre: eleiçõeseleições 2008marcelo crivellario

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG