Hard Candy - Brasil - iG" /

Críticos reagem bem ao novo álbum de Madonna, Hard Candy

Por Mike Collett-White LONDRES (Reuters) - Como presente de despedida, o último álbum de Madonna para a gravadora Warner Brothers é especialmente generoso, a se acreditar nas primeiras reações dos críticos de música.

Reuters |

'Hard Candy', o 11o álbum de Madonna gravado em estúdio, foi lançado esta semana em todo o mundo e ganhou o selo de aprovação dos críticos de rock, embora, segundo eles, boa parte dos créditos se deva aos seus colaboradores.

A dance music, com influência de hip-hop, leva Madonna de volta às origens. E, ao optar por trabalhar com artistas como Justin Timberlake, Kanye West e Pharrell Williams, ela priorizou a certeza do sucesso.

'É surpreendente que o 11o álbum de estúdio de Madonna seja um ato de submissão', escreveu Caryn Ganz, da revista de música Rolling Stone, atribuindo a 'Hard Candy' quatro estrelas (o máximo seriam cinco).

'Nesse álbum, a reflexão de Madonna sobre sua própria relevância na meia idade, ela se deixa manipular por produtores de sucesso garantido.'

Alexis Petridis, do The Guardian, deu três estrelas ao disco e descreveu o envolvimento de Timberlake como algo positivo e também negativo, dizendo que os sons já conhecidos de seu último álbum, 'FutureSex/LoveSounds', 'surpreendem menos desta vez'.

Ele criticou as letras de Madonna, incluindo um verso de 'Dance 2night' que diz 'não é preciso ser rico e famoso para ser bom'.

Jon Pareles, do The New York Times, acha que a Warner, com a qual Madonna trabalhou por 25 anos, ficará mais que satisfeita com o disco.

''Hard Candy' é o tipo de álbum que as gravadoras anseiam no mercado problemático de hoje: um conjunto de canções que apelam às massas, facilmente digeríveis, de uma estrela que não está se arriscando.'

Madonna, uma das artistas que mais vende no mundo, deixou a Warner Brothers no ano passado e assinou com a Live Nation, empresa que promove turnês, um contrato de dez anos no valor suposto de 120 milhões de dólares.

O contrato foi um exemplo do chamado 'negócio de 360 graus', cada vez mais popular na indústria musical, que tem tido dificuldades em ganhar dinheiro unicamente com a venda de discos.

Os 'negócios de 360 graus' costumam abranger edições musicais, turnês, merchandising, direitos digitais e gravações.

O primeiro single do álbum de Madonna, '4 Minutes' (com Justin Timberlake), foi número um nas paradas britânicas de singles e número três na lista Hot 100 da Billboard, nos EUA.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG