falta de respeito , afirma Lula - Brasil - iG" /

Críticas de FHC a Dilma são falta de respeito , afirma Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva contestou, em entrevista a uma rádio de Goiás, as críticas do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso contra a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, pré-candidata do PT à Presidência. Lula considerou uma falta de respeito a afirmação do ex-presidente de que Dilma não é líder, é reflexo de um líder.

Agência Estado |

O presidente está a 6 quilômetros de Goiânia, onde vai inaugurar logo mais a Barragem do Ribeirão João Leite.

O presidente disse que Fernando Henrique criticou Dilma porque não a conhece e porque "está com medo de cair no esquecimento". Lula fez ironia, dizendo que o atual governador de São Paulo, José Serra (PSDB), e o ex-governador Geraldo Alckmin, quando foram candidatos à Presidência da República, respectivamente em 2002 e 2006, não quiseram o apoio de Fernando Henrique em suas campanhas.

Lula acrescentou que Dilma "não vai responder" às críticas do ex-presidente. "Ele está baixando muito o nível. Dilma não tem que responder. O povo está cansado de campanhas de baixo nível, com agressão." Ao comentar a afirmação de Fernando Henrique de que Dilma age como "ventríloquo" do presidente, Lula disse que essa declaração é "uma coisa pequena", e ironizou: "Ele deve ter alguma mágoa por meu governo ter tido tanto sucesso, e ele achava que seria uma fracasso."

Acrescentou que "deve incomodar muito" a Fernando Henrique o fato de ele, Lula, receber "prêmios de Homem do Ano pelo mundo afora". "Ele deve ficar chateado quando vê isso." Na avaliação de Lula, Fernando Henrique será julgado "pelas suas palavras e pelo seu governo."

Na entrevista, o presidente falou ainda sobre as obras de sua administração. Disse que, desde o governo do general Ernesto Geisel (1974-1979), é a primeira vez que se investe em infraestrutura no País. "Vamos fazer muitas obras. Isso, agora, não para mais", anunciou Lula, dizendo que, no seu governo, o País é "um canteiro de obras".

Projetos

Na avaliação do presidente, houve no País 20 anos de "atrofiamento, sem projetos". Ele disse que convidou os prefeitos do País para aproveitar os projetos. "Com projeto exequível, aparece dinheiro." Lula declarou-se convencido de que fez muita coisa em seu governo. "Duvido de que, em algum momento, tenha havido a quantidade de obras que houve no meu governo. Não há um município que não tenha uma obra pública. Mas sempre se vai achar que podia fazer mais."

O presidente reclamou das críticas do ex-governador de Goiás Marconi Perillo (PSDB), que afirmou terem começado em seu governo as obras que Lula está inaugurando hoje no Estado. O presidente afirmou que o dinheiro aplicado nessas obras teve origem em emenda de parlamentar, no Orçamento e no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). "Essas pessoas que se acham donas da verdade, muito vaidosas, acabam terminando sendo pegas de calça curta", disse.

Leia mais sobre: Lula - Dilma

    Leia tudo sobre: dilmalula

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG