Hamlet e o prazer da palavra - Brasil - iG" /

Crítica: Hamlet e o prazer da palavra

SÃO PAULO ¿ Não é apenas a tradução ¿ assinada por Aderbal Freire-Filho, Barbara Harrington e Wagner Moura ¿ que faz a diferença da nova montagem de Hamlet, de William Shakespeare, em cartaz no Teatro FAAP, mas um conjunto de qualidades que consegue surpreender-nos.

Michel Fernandes, especial para o Último Segundo |

Mesmo com seus mais de quatro séculos de idade, incontáveis montagens e um sem-número de estudos e dissecações teóricas, "Hamlet", em montagem encenada por Aderbal Freire-Filho e protagonizada por Wagner Moura, tem o mérito ¿ o mais poderoso trunfo frente a um público acostumado mais a imagens que à poesia das palavras ¿ de desvelar o prazer do texto ouvido, tão bem compreendido e interpretado que ele está.

Leia a matéria completa no Aplauso Brasil .

    Leia tudo sobre: aplauso brasil

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG